Nossa Paella de frutos do mar (e sua história)

Quando falamos em culinária Espanhola a primeira receita que nos vem à cabeça é a famosa Paella (ou Paella de frutos do mar). Imaginar é fácil, é só se recordar das inúmeras imagens já vista tanto na internet quanto em revistas e livros de culinária.

Não podemos falar sobre a Paella sem mencionar o ingrediente que aparece em todas as versões conhecidas da receita, que é o arroz. O arroz foi uma herança gastronômica deixada pelos Árabes, mas que só foi popularizada séculos depois, se tornando um ingrediente quase que obrigatório na refeição do dia a dia das pessoas.

Sua origem:

Esta receita originalmente teve início em Valência. Inicialmente o prato era produzido e consumido pelos camponeses, ao saírem para o trabalho rural; levando arroz, óleo de oliva e sal, além de um recipiente para o preparo. Sendo uma panela de formato redondo com alças, ampla e rasa, esse formato facilitava o preparo do mexido, proporcionando um cozimento uniforme.

Tempos depois começou a ser preparado em ocasiões festivas, por conter ingredientes de luxo para a grande maioria da população naquela época. E por isso começou a cultura de ser consumida em festa importantes.

Há várias histórias que dão o significado para o nome Paella, porem a mais conhecida é que a palavra/nome “Paella” deriva da antiga palavra francesa “Paelle” (panela em francês), que no Latim é “Patella” (recipiente ou vasilhame). Assim como todos os renomados pratos, a Paella se tornou uma receita produzida mundialmente.

Ela sofreu algumas modificações conforme a região em que era reproduzida utilizando seus ingredientes típicos; essas variações fizeram com que a receita sofresse várias formas de preparo. No início o prato era constituído por: Arroz, frango, coelho, pato, algumas variedades de feijão, tomate, azeite e açafrão. Aqui no Brasil geralmente nós a produzimos com frutos do mar.

Ingrediente que faz o prato brilhar:

Flor Açafrão

Um dos principais ingredientes é o açafrão, o pistilo (conjunto de órgãos femininos das flores das Angiospermas) da flor “crocus-sativus” o que trará não só a cor característica amarelada, mas também um sabor inconfundível.

 

 

 

Agora que você já tem todas as informações que tal fazer a sua Paella e nos contar sobre a sua experiência?

Uma ótima pedida para fechar com chave de ouro, é uma deliciosa sobremesa de Torta de Ricota para acompanhar sua Paella… Clique aqui para ver a receita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *